terça-feira, 25 de junho de 2013

Globalização, aspectos sociais, econômicos e políticos



                                       
Globalização econômica é um processo econômico e social que acaba juntando os países e as pessoas do mundo todo. Através deste processo, as pessoas, os governos e as empresas trocam ideias, realizam transações financeiras e comerciais e espalham aspectos culturais pelos quatro cantos do planeta. Foi impulsionado pelo barateamento dos meios de transporte e comunicação dos países do mundo e é um fenômeno gerado pela necessidade do capitalismo de formar umaaldeia global que permita maiores mercados para os países centrais cujos mercados internos já estão cansados.                                                                       A globalização necessita da utilização da matéria prima, e essa matéria prima é extraída da natureza. E as pessoas estão extraindo de uma forma descontrolada, onde prejudica ainda mais o meio ambiente. O aumento das fábricas, empresas etc, favorece para a poluição do meio ambiente, pode ser pela produção de gases poluentes, ou pelo lixo que as fábricas produzem. Até mesmo o consumismo pode prejudicar o meio ambiente, pois as pessoas estão querendo comprar mais produtos novos e descartando os produtos antigos no meio ambiente, em um local impróprio para despejar esses tipos de materiais.


Nomes: Larissa, Thalia e William.
Turma: 8s1




Principais blocos econômicos: As organizações econômicas regionais são formadas por países que se reúnem para estabelecer relações de comércio privilegiados entre si. As iniciativas de integração econômica e monetária fazem facilitar e ampliar o comércio entre os membros e reduzir os custos de produção e de transportes, gerando maiores lucros. Também asseguram a redução ou eliminação total das alíquotas de importação.

Em 1957, a comunidade econômica  europeia foi o primeiro bloco econômico a se definir. A maior parte dos blocos econômicos, se constituiu depois da Guerra Fria com o desaparecimento dos blocos socialistas e capitalistas. Regem estes acordos tratados econômicos que podem estipular diferentes tipos de relações econômicas.

Blocos regionais e interesses nacionais

Os blocos econômicos nem sempre representam todos os interesses de cada país que é   participante, ou mesmo os interesses de toda a população que vive nos países membros. Então assim não há garantia de que o comércio livre possa trazer avanços no desenvolvimento  e solução para certos problemas como o desemprego e desigualdade social entre os povos dos países participantes. Isso acontece pois nem sempre os blocos econômicos conseguem alcançar  as expectativas de desenvolvimento da sociedade.



Nomes: Andrielle Bonetto, Deisiele Viana e Camila da Silva, Franciele e Vinicius - 8S1



Economia - conceitos

A economia consiste na índice da produção, distribuição. E consume de bens e serviços. No sentido figurado, economia significa regra e moderação nos gastos, poupança. Economia é geralmente dividida em dois grandes ramos: A microeconomia, que estuda os comportamentos individuais, e a macroeconomia que estuda o resultado agregado dos vários comportamentos individuas.

O conceito de economia engloba a noção de como as sociedades utilizam os recursos escassos para produzir bens com valor e de como é feita a distribuição desses bens entre os indivíduos, a economia observa o comportamento humano em decorrência da relação entre as necessidades dos homens e os recursos disponíveis  para satisfazer essas necessidades.

A globalização pode ser entendida como o conjunto de transformações recentes na economia do planeta, que causaram uma ampliação dos fluxos de mercadorias.

Vimos que cada fase da globalização é marcada por uma onda de inovações tecnológicas. Contudo, essas inovações não atinge o planeta igualmente, quer por razões econômicas.

A globalização econômica criou uma grande contradição em seu movimento de modernização das sociedades e criação de um livre comercio mundial: O aumento da produção de mercadorias sem o crescimento, na mesma proporção do numero de trabalhadores. As organizações econômicas regionais são formadas por países que se reúnem para estabelecer relações de comércios privilegiadas entre si. Todas as iniciativas de integração econômica e monetária visam facilitar e ampliar o comércio entre os membros e reduzir os custos de produção e de transportes.


Nomes:Vitor. L e Luan Diogo - 8s1                                 

 
Globalização Econômica



Podemos dizer que é um processo econômico e social que estabelece uma integração entre os países  e as pessoas do mundo todo. Através desse processo, as pessoas, os governo e as impressas trocam ideias, realizam transações financeiras e comerciais e espelham aspectos culturais pelos quatro cantos do planeta.

O conceito de Aldeia Global se encaixa nesse contexto, pois está relacionado com criação de uma rede de conexões, que deixam as distâncias cada vez mais curtas, facilitando as relações culturais e econômicas de forma rápida e eficiente.

Com os mercados internos saturados, muitas empresas multinacionais buscaram conquistar novos mercados consumidores, principalmente dos países recém saídos do socialismo. A concorrência fez com que as empresas utilizassem cada vez mais recursos tecnológicos para baratear os preços e também para estabelecerem contatos comerciais e financeiros de forma rápida e eficiente. Neste contexto, entra a utilização da internet, das redes de computadores dos meios de comunicação via satélite etc.

Uma outra  característica importante da globalização é a busca pelo barateamento do processo produtivo pelas indústrias. Muitas delas, produzem suas mercadorias em vários países com o objetivo de reduzir os custos. Optam por países  onde a mão-de-obra, a matéria-prima e a energia são mais baratos. Um tênis, por exemplo, pode ser projetado nos Estados Unidos, produzido na China com a matéria-prima do Brasil, e comercializando em diversos países do mundo.


Os tigres asiáticos (Hong Kong, Taiwan, Cingapura e Coréia Do Sul) são países que souberam usufruir dos benefícios da Globalização. Investiram muito em tecnologia e educação nas décadas de 1980 e 1990. Com  o resultado, conseguiram baratear custos de produção e agregar tecnologias aos produtos. Atualmente, são grandes exportadores e apresentam ótimos índices de desenvolvimento econômico e social.

Dentro deste processo econômico, muitos países se juntaram  e formam blocos econômicos, cujo o objetivo principal é aumentar  as relações comerciais entre os membro. Neste contexto surgiram a União Europeia o Mercosul começam o NAFTA, o  Pacto Andino e a APEC. Estes blocos se fortalecem cada vez mais e já se relacionam entre si. Desta forma, cada país, ao fazer parte de um bloco econômico, consegue mais força nas apelações comerciais e internacionais.



NOMES: Bruno.Z , Vinicius.G , Matheus.V -  8s3

                 

GLOBALIZAÇÃO NO BRASIL



O Brasil é um país integrado à economia mundial e tem sua cultura conhecida e praticado por muitas regiões do planeta.

Quando trata-se de cultura, o Brasil tem mais aspectos positivos do que negativo, com a globalização o Brasil pode ficar conectado ao mundo das artes, sabendo as novidades e se integrando cada vez mais dentro desse tão imenso planeta. A tecnologia mudou nossa cultura, criação de pontos artísticos e científicos, fazendo assim nossa cultura se tornar mais dinâmica e completa. Más nossa cultura sofre um pouco quando falamos em filmes, músicas e etc... O Estados Unidos se sobre sai muito nesses aspectos. Nossos adolescentes acabam se desanimando da tal profissão.



Muitos historiadores afirmam que este processo teve início nos séculos XV e XVI com as Grandes Navegações  e Descobertas Marítimas.

A globalização econômica tem como objetivo aumentar as empresas no mundo, divulgar os produtos para que ambos possam ter acesso à eles, por exemplo, existem muitos produtos que não há em um país e em outro há abundantemente. Também tem como objetivo obter o lugar da economia, fazendo com que se espalhem igualmente pelos países. Lembrando que não será ocorrido entre as empresas, pois a que haver maior poder aquisitivo vai haver chances maiores de divulgar seus produtos por outras cidades e países.

Mas, apesar de tudo a globalização tem suas consequências, por exemplo, a integração e a interdependência econômica cada vez maior entre países, regiões e continentes. Outra consequência é o alto número de concorrência entre empresas em nível nacional e internacional.
 A globalização no geral é resumida em aproximar os países, ou seja, o mundo inteiro. Torná-los em um só em certos processos. Com a globalização as fronteiras reduziram e nações se aproximaram.


Nomes: Caroline Rigo e Monique Elias - 8S3



Globalização e organizações


As organizações regionais são formadas por países que se reúnem para estabelecer relações de comércio privilegiados entre si. Todas as iniciativas de integração econômica e monetária visam facilitar e ampliar o comércio entre os membros e dar lucros. Também asseguram a redução ou alimentação total das alíquotas de importação.
Principais blocos da atualidade:


Mercosul- Mercado Comum do Sul.

Membros: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Foi criado em 1991, o Mercosul permitia que 95% de todas as mercadorias fabricadas nos países membros circulassem sem nenhuma tarifa de importação.

Nafta- Acordo de Livre Comércio da América do Norte (North American Free Trade Agreement) em inglês.

Membros: Canadá, Estados Unidos e México.

Foi criado em 1988 entre Estados Unidos e Canadá.

Pacto Andino- Formado com objetivo de aumentar a integração econômica entre os países membros.

Membros: Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.


Os blocos econômicos nem sempre representam plenamente os interesses de cada país participante, ou mesmo os interesses do conjunto da população dos países membros. Assim não há garantia que o Livre Comércio possa trazer desenvolvimento e soluções para os problemas de desemprego e desigualdade sociais entre os povos participantes desse intercâmbio. Isso ocorre porque nem sempre os blocos econômicos conseguem atender às expectativas de desenvolvimento associado a eles.

        

Principais Organizações econômicas Regionais:



União Europeia (U.E.): Alemanha, Austrália, Bélgica, Bulgária, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda,     Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, República Tcheca, Romênia e Suécia.

S.A.D.C: Comunidade para o Desenvolvimento da Africa Meridional. Membros: Angola, África do Sul, Botsuana, Lesoto, Madagascar, Malaui, Maurício, Moçambique, Namíbia, República Democrática do Congo, Seicheles, Suazilândia, Tanzânia, Zâmbia e Zimbábue.   

    

Blocos Regionais e interesses Nacionais:



Os blocos nem sempre representam plenamente os interesses de cada pais participante, ou mesmo os interesses do conjunto de população dos países membros.

Outros impasses podem dificultar as organizações e consolidação dos blocos econômicos.  Há casos em que a rejeição e as objeções, a integração de países se originam da possibilidade, vista como receio, de outros grupos étnicos e religiosos vieram a fazer parte do bloco.

Na ocasião, alegaram que o eventual ingresso da Turquia na União Europeia Intensificaria o uso de mão-de-obra imigrante mais barata, gerando desemprego, ou uma suposta “Islamização” da Europa.




A GLOBALIZAÇÃO É UM ASPECTO QUE SE BASEIA EM:

·      fatores econômicos e financeiros,

·      políticos,

·      sociais e culturais.

       Fatores políticos:

·    O fim da Guerra Fria e o consequente colapso dos regimes comunistas de tipo soviético, com a aproximação dos países do ex-bloco soviético ao modelo das economias de mercado de tipo ocidental, democracia liberal

·    Processos de democratização que se seguiram um pouco por todo o mundo: Angola, Moçambique, Indonésia...

·    A "globalização da democracia" persiste como uma tendência política à escala mundial

·  Incremento de mecanismos internacionais e regionais de governo:

·   A ONU - Organização das Nações Unidas e a União Europeia desempenham um papel fundamental na regulação dos conflitos internacionais e na manutenção da paz.


A globalização é um fenômeno capitalista e complexo que começou na era dos descobrimentos e que se desenvolveu a partir da Revolução Industrial. Mas o seu conteúdo passou despercebido por muito tempo, e hoje muitos economistas analisam a globalização como resultado do pós Segunda Guerra Mundial, ou como resultado da Revolução Tecnológica.


Nomes: Giulia, Julia e Jéssica - 8s3

Eduarda Dias e Eduarda Farias - 8s3




Globalização: características



A globalização pode ser entendida como conjunto de transformações recentes na economia. São características, as inovações tecnológicas e a consequente aceleração de informação.

Política:



Com a queda do Muro de Berlim e o fim da Guerra Fria, a livre iniciativa e o sistema de mercado se espalharam pelos países da antiga Cortina de Ferro e pelo Extremo Oriente. A onda de liberalização econômica, entretanto, não teve o mesmo impacto na arena política. A questão de como a globalização está afetando e afetará a soberania nacional e a delimitação das fronteiras políticas dos países é polêmica, há pessoas que preveem um enfraquecimento do Estado nação, e outras que olham com desconfiança para a globalização política. Nas primeiras décadas do século XX. E. H. Carr, analisando as relações internacionais no período entre guerras, descrevia a interdependência mundial com base na explicação oferecida por pensamentos opostos: utópica e realista.

O ponto de vista utópico descrevia um mundo ideal. E o ponto de vista realista estava baseado na ideia de poder.



Direitos civis e políticos:

Os primeiros direitos a serem reconhecidos, eles consideravam a pessoa como ser livre e autônoma. Os direitos dessa primeira geração estão relacionados com a preservação da dignidade humana, direito à vida é o mais importante deles.

Outros direitos civis importantes são: direito à igualdade perante a lei, sem discriminação, a integridade física e moral, a seguir livremente a sua própria religião ou a não ter nenhuma, à liberdade de expressão, a liberdade de informação, a liberdade de circulação, direito do cidadão a participar de uma vida política, direito de eleger seus representantes ou candidatos.


Nomes: Ana Paula e Vitória - 8s3                                                                                                                                                                                                                                                                                                
Economia: definições gerais    

                                                                                    

O mundo pode ser dividido em dois grupos: O que adota o sistema capitalista e o que adota o socialismo.       

O país capitalista: quase a totalidade dos países do mundo são hoje uma economia de mercado, onde a ingerência do Estado,  se dá nos setores estratégicos , isto é, são capitalista. Antes do século atual, o centro econômico político do mundo capitalista  encontrava-se  na Europa (Inglaterra, França etc.).

Entretanto, o rápido desenvolvimento alcançado pelos Estados Unidos durante o século passado resultou na formação de outro importante centro econômico na América do norte.

Os países socialistas: o sistema socialista teve como primeiro pais a Rússia, sendo que a implantação deu-se como a revolução russa de  1917.                             

Durante e logo após a segunda guerra mundial, diversos países da Europa centro- Oriental também implanta o socialismo (Polônia, Alemanha ) vindo logo a seguir a China.



Nomes: Matheus S., Douglas D., e Marcelo W. - 8S3
            

Nenhum comentário:

Postar um comentário